Red Internacional de Solidariedad y de Luchas


Jueves, 19 de octubre de 2017

 
 

 

| Palestina | 130 palestinos foram detidos por postagens em Redes Sociais

Portada del sitio > Internacional > Asia > | Palestina | 130 palestinos foram detidos (...)

O Comité Palestino de Detidos e ex-detidos, informou que forças israelenses prenderam cerca de 130 palestinos durante o ano de 2015 por suas atividades em redes sociais.

O relatório da comissão diz que 27 dos detidos foram acusados ​​de "incitação", enquanto outros foram mantidos em detenção administrativa por diferentes períodos. A maioria das prisões foram realizadas em Jerusalém.

O relatório acrescentou que Israel formou recentemente uma unidade cibernética para espionar e acusar ativistas palestinos de redes sociais.

O chefe do comitê, Amjad Abu Assab disse que o primeiro grupo de ativistas de mídia social palestinos foi preso em Jerusalém ocupada, em 15 de dezembro de 2014 após serem acusados de incitação com posts no Facebook. O Centro de Informação Palestina (PIC) informou nesta ultima quarta-feira que os ativistas foram condenados por 17 meses de prisão.

O Centro de Informação Palestina acrescentou que, durante o ano passado, 40 palestinos residentes em Jerusalém foram detidos por publicações no Facebook por diferentes períodos, enquanto tantos outros foram postos em prisão domiciliar e vários outros impedidos de usar smartphones e contas do Facebook.

Com o início do levante, em outubro, os israelenses criaram mais de 2.000 contas falsas no Facebook para monitorar manifestantes palestinos e coletar nomes para eventuais prisões.