Red Internacional de Solidariedad y de Luchas


Lunes, 11 de diciembre de 2017

 
 

 

| Palestina | Mais informações sobre a greve dos professores palestinos e chamado para solidariedade internacional

Portada del sitio > Internacional > Asia > | Palestina | Mais informações sobre a greve (...)

Como o governo palestino não cumpriu até agora as exigências dos professores, a greve continua. Os professores da Palestina começaram a greve há duas semanas com paralisações parciais e totais,

Os professores exigem principalmente a plena aplicação de um acordo assinado em setembro de 2013 entre o Ministério da Educação e o sindicato dos professores, que o governo não respeitou. O acordo prevê que o governo palestino se comprometa a realização dos seguintes exigências dos professores:

- A concessão de um subsídio ocupacional de 2,5%
- A concessão de um aumento de 5% dos salários, o que deve ser implementado de forma retroativa a partir de 1/1/2014 até 31/12/2015
- Permitir progressão na escala de salário como é o caso de outras categorias de trabalhadores do funcionalismo público
- Pagar um abono para os anos de 2014 e 2015

Além de suas reinvindicações para melhorar seus salários e benefícios, os professores também estão pedindo a realização de eleições livres e democráticas para o direção do sindicato dos professores palestino, para que eles possam eleger os seus representantes. O governo da Autoridade Palestina considera o sindicato dos professores palestinos como uma organização ligada ao governo e portanto suas lideranças são nomeadas por facções políticas.
 
Agradecemos a sua mensagem de solidariedade com o movimento dos professores, que contribuíram para a libertação dos professores que foram preso por participar de protestos. Como a greve continua, nós conclamamos o movimento sindical internacional para expressar a solidariedade com o protesto dos professores da rede pública e exigir do governo palestino, representada pelo Primeiro-Ministro, Dr. Rami Al-Hamdallah, a aceitar às suas exigências dos professores.
 
Por favor, envie suas mensagens de solidariedade para isam_dababseh2@hotmail.com, e uma cópia ao extr@dwrc.org

 
Mensagem enviada por Democracy and Workers’ Rights Center in Palestine