Réseau Syndical International de Solidarité et de Luttes


lundi, 29 novembre 2021

 
 

 

Repúdio à ditadura Angolana ! Liberdade imediata para Luther Campos

Accueil > Internacional (Port) > Africa > Repúdio à ditadura Angolana ! Liberdade (...)

Nesta terça-feira (21), o Movimento Terceira Divisão realizará uma vigília, a partir das 18h horas local, no distrito do Sambizanga, em Luanda.

A ação é uma manifestação de solidariedade às vítimas dos abusos da Polícia Nacional e em protesto contra a detenção arbitrária do ativista Domingos Luther Campos, no último dia 16, por agentes dos Serviços de Investigação Criminal. O paradeiro do militante ainda é desconhecido.

As manifestações contra a ditadura angolana e por liberdades democráticas e direito de organização têm sido duramente reprimidas.

A Rede Sindical Internacional de Solidariedade e Lutas se solidariza com a classe trabalhadora na Angola, na luta por democracia e liberdade de expressão.

Abaixo a ditadura angolana ! Fim da repressão e da perseguição aos lutadores !

Liberdades democráticas e direito de expressão já !

Liberdade para Luther Campos e demais ativistas !

Lutar é um direito ! Lutar não é crime !

Confira abaixo a moção completa :

Moção de repudio à ditadura Angolana ! Liberdade imediata para Luther Pereira !

Mais uma vez a ditadura angolana atenta contra às liberdades democráticas e o direito de organização e manifestação dos trabalhadores. Mortes e raptos de ativistas em Angola voltaram a ganhar espaço no final de semana. Na província do Zaire a Polícia disparou contra os jovens que manifestavam por melhores condições de vida e atingiu mortalmente dois dos jovens. Em Luanda, Domingos Luther Pereira foi raptado na quinta-feira última e até hoje seu paradeiro é desconhecido. Segundo a família, o jovem foi surpreendido por agentes dos Serviços de Investigação Criminal que até ao momento não informaram sobre as motivações da detenção arbitrária.

O Movimento Terceira Divisão realizará uma vigília, no 21 deste mês (terça-feira), a partir das 18 horas, no Mural da Cidadania, localizado no espaço da Mulemba Waxa Ngola, distrito do Sambizanga, em solidariedade às vítimas do abuso de autoridade da Polícia Nacional, em repudio à detenção arbitrária do ativista Luther Campos e as repressões das manifestações realizadas nas províncias do Uíge e Zaire.

A Rede Sindical Internacional de Solidariedade e Lutas se solidariza com os trabalhadores e trabalhadoras angolanos na sua luta por democracia e liberdade de expressão, e repudiam a ditadura que reprime, persegue e prende os ativistas.

Abaixo a ditadura angolana ! Fim da repressão e da perseguição aos lutadores !

Liberdades democráticas e direito de expressão já !

Liberdade para Luther Campos e demais ativistas !

Lutar é um direito ! Lutar não é crime !