Réseau Syndical International de Solidarité et de Luttes


dimanche, 25 octobre 2020

 
 

 

Solidariedade e apoio ao metro de Santiago de Chili na sua luta contra a perda de empregos e serviços públicos

Accueil > Sectores (Port) > Ferrovia > Solidariedade e apoio ao metro de Santiago de (...)

Da Coordenação Internacional dos Sindicatos Metros, somos solidários com a Federação dos Sindicatos do Metro do nosso país irmão do Chile, na sua justa luta contra o despedimento de cerca de 1.200 trabalhadores subcontratados das diferentes áreas da operação. Estes trabalhadores já eram precários antes da pandemia, e os seus salários já eram escassos.

Para além do alarme sanitário que estamos a sentir, o aumento da subcontratação e externalização de empregos também nos leva ao desastre, sendo outra das grandes pandemias vividas pela classe trabalhadora, e neste caso agrava ainda mais o serviço prestado pelo Metro aos utilizadores.

No Metro de Santiago, sete em cada dez trabalhadores são subcontratados, sendo assim a parte mais fraca, com salários mais baixos e menos direitos no Metro. Estes despedimentos massivos, aproveitando a pandemia, ocorrem num contexto de flexibilidade e ajustamento causado pelos processos de automatização enfrentados pelo Metro de Santiago do Chile, que procura manter a produção com poupanças brutais de custos.

Não permitiremos tais ultrajes. A luta é a única forma e temos de a travar juntos e unidos. A defesa dos empregos é da responsabilidade de todos nós, nenhum trabalhador é um estranho a esta luta. Não há trabalhadores de primeira e trabalhadores de segunda categoria ; trabalho igual significa salário igual.

Da Coordenação Internacional dos Sindicatos do Metro estamos atentos ao que está a acontecer no Metro de Santiago no caso da nossa intervenção ser necessária a partir dos nossos diferentes países.

Eles não estão sozinhos. Juntos somos fortes.

Portfolio
Metro Santiago