Red Internacional de Solidariedad y de Luchas


Miércoles, 22 de noviembre de 2017

 
 

 

Trabalhadores mobilizados são reprimidos brutalmente pela polícia mexicana

Portada del sitio > International > Amériques > Trabalhadores mobilizados são reprimidos (...)

A polícia mexicana reprimiu brutalmente a mobilização de trabalhadores agrícolas no último sábado (9/5), que exige melhores condições de vidas e salários.

Após o cancelamento do diálogo por parte do governo depois de 18 dias de greve, os trabalhadores tentaram pressionar pela abertura de negociações, fechando estradas e paralisando o transporte de produtos agrícolas, de acordo com o Canal Univisión.

A polícia teria invadido casas, agredindo mulheres e crianças indistintamente, além de furtar celulares de trabalhadores que presenciavam as cenas. Vídeos produzidos por “trabalhadores jornaleros” — como são chamados os camponeses indígenas que ganham salários por dia de trabalho — mostravam cartuchos disparados por armas de fogo e balas de borracha, além de ferimentos nas cabeças produzidos pelas investidas das forças repressoras.

San Quintín é uma cidade pertencente ao estado da Baja California, situado no noroeste do México. Na cidade, 64% das pessoas carecem de moradia adequada e água potável, de ainda de acordo com canal Univisión. Além disso, 47% não possuem acesso a serviços médicos e 59% dos jovens entre 15 e 17 anos não frequentam a escola. Os donos dos ranchos, assim como o governador da Baixa Califórnia, Francisco Vega de La Madri asseguram que os trabalhadores são os mais bem pagos do país. No entanto, os próprios jornaleros afirmam que recebem salários de fome, e que não recebem aumento de salários há 14 anos.

Veja moção solidariedade aos trabalhadores mexicanos produzida pela Rede Internacional de Solidariedade e Lutas.